segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Natal: por que comemoramos em 25 de dezembro? (por Monica Buonfiglio)




O Natal é a festa do nascimento de Cristo.
Contudo, a data real deste acontecimento fundamental para a cronologia do Ocidente, - pois o nascimento de Cristo marca o ano 1 da nossa história -, não foi ainda satisfatoriamente reconhecida.

Por isto, nos primeiros séculos, o Natal cristão era comemorado ora a 6 de janeiro, ora a 25 de março, e em alguns lugares a 25 de dezembro.

O dia 25 de dezembro aparece pela primeira vez no calendário de Philocalus (354).
No ano 245, o teólogo Orígenes repudiava a idéia de se festejar o nascimento de Cristo "como se fosse ele um faraó".

A data atual foi fixada no ano de 440, a fim de cristianizar grandes festas pagãs realizadas neste dia: a festa mitraica (religião persa que rivalizava com o Cristianismo nos primeiros séculos), que celebrava o Natalis invicti Solis (Nascimento do Vitorioso Sol) e várias outras festividades decorrentes do solstício do inverno, como a Saturnália em Roma e os cultos solares entre os celtas e os germânicos.

A árvore de Natal é de origem germânica, datando do tempo de S. Bonifácio.
Foi adotada para substituir os sacrifícios ao carvalho sagrado de Odin, adorando-se uma árvore, em homenagem ao Deus-menino.

O presépio foi introduzido no séc. XIII, por S. Francisco de Assis.
Nas colônias inglesas dos EUA, os primeiros puritanos lá chegados suprimiram as festividades do dia de Natal, substituindo-as por um dia de jejum.
Os imigrantes holandeses, chegados depois, ressuscitaram os festejos natalinos.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Gnana Dhatha Antonio Arias Albornoz

Brindemos ao Para Dharma, nosso destino inefável !

Na madrugada desta terça feira, dia 12 de Novembro as 03:15hs, alcança seu Maha Samadhi o Gnana Dhatha Antonio Arias Albornoz em Santiago- Chile.

Que Ele desfrute de todos os seus plantios mais elevados na comunhão de seu Maestro Sri Vájera Yogui Dasa !

Ki Jay !






domingo, 3 de novembro de 2013

Diwali

JAYA !
Pra esse trabalho maravilhoso feito de coração e dedicação !

A todos que participaram divididos nos 3 dias de comemoração desejamos que a Consciência que habita o coração espiritual de cada um, se manifeste em todo o cotexto de suas vidas, favorecendo a todos, as mais altas experiencias com o Divino, com o Amor e com a beleza do Universo !

Brigadaaaa pela presença de todos !











quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Ilustre visita no Sarva Mangalam

Recebemos ontem (22 de Outubro) em nosso Ashram, a visita do Prof. Jonas Masetti que nos presenteou com uma palestra sobre "O papel da meditação em Busca do autoconhecimento".

Sempre Bem vindo !!!!
Ki Jay !!!!!

domingo, 29 de setembro de 2013

Calendário do Mês de Outubro de 2013



Dia 01=
19hs – Laya Yoga
20hs – Meditação Aberta

Dia 04= Lua Nova
17hs – Estudo do Yoga Sandhya
18hs – Estudo do Suddha Raja Yoga
19hs- Estudo do Mirdad
20hs – Estudo dos 7 Reckas
20:30hs – Meditação

Dia 05=
18hs- Navaratri Puja

Dia 06=
18hs – Navaratri Puja

Dia 07=
20hs – Navaratri Puja

Dia 08=
20hs – Navaratri Puja

Dia 09=
20hs – Navaratri Puja

Dia 10=
20hs – Navaratri Puja

Dia 11= Lua Crescente
20hs – Navaratri Puja

Dia 12=
18hs – Nvaratri Puja

Dia 13=
18hs – Navaratri Puja

Dia 14=
20hs – Navaratri Puja

Dia 15=
19hs – Laya Yoga
20hs – Meditação Aberta

Dia 18=
17hs – Estudo do Yoga Sandhya
18hs – Estudo do Suddha Raja Yoga
19hs- Estudo do Mirdad
20hs – Estudo dos 7 Reckas
20:30hs – Meditação

Dia 19= Lua Cheia
09hs – Curso Yoga Brahma Vidya – 8º módulo
18hs – Purnima Puja (Ritual da Lua Cheia)

Dia 22=
19hs – Laya Yoga
20hs – Meditação

Dia 25=
17hs – Estudo do Yoga Sandhya
18hs – Estudo do Suddha Raja Yoga
19hs- Estudo do Mirdad
20hs – Estudo dos 7 Reckas
20:30hs – Meditação

Dia 26= Lua Minguante
09:30hs – Curso Yoga Brahma Vidya – 3º módulo

Dia 20=
19hs – Laya Yoga
20hs - Meditação

Navaratri Puja - de 05 a 14 de Outubro , no Sarva mangalam Ashram !

Navaratri Puja ou Dasara - Homenagem ao Aspecto Feminino da Divindade (10 dias consecutivos com Rituais)


Os três primeiros dias dedicados a Devi em seu aspecto de “Maha Durga”.
Maha Durga (a grande Durga) é a Shakti (energia feminina ou consorte) do Senhor Shiva, aquele que corresponde ao segundo aspecto da Trimurti (Trindade Hindu) e representa os aspectos de Destruição e Transformação de D’eus.
Sendo assim, Ela manifesta o Poder Transformador de Shiva, que é a característica da Guna chamada Tamas (que é uma das qualidades da matéria que trabalha especificamente com a nossa inércia), representada pela cor preta.
Durga vence a escuridão, destruindo a ignorância para que a transformação possa ocorrer.
Ela é Aquela que remove os obstáculos !
Repetir a cada dia 108x este Mantra: “ Om Dum Dhurgaye Namaha"


Os outros três dias seguintes, dedicados a Devi em seu aspecto de “Maha Lakshmi”.
Maha Lakshmi (a grande Lakshmi) é a Shakti (energia feminina ou consorte) do Senhor Vishnu, aquele que corresponde ao primeiro aspecto da Trimurti (Trindade Hindu) e representa os aspectos de Preservação e Conservação de D’eus.
Sendo assim, Ela manifesta o Poder Mantenedor de Vishnu, que é a característica da Guna chamada Rajas (que é uma das qualidades da matéria que trabalha especificamente com o movimento ), necessária para garantir a preservação da Criação.
Lakshmi simboliza o poder do puro pensamento, a encarnação do amor e a misericórdia.
Ela é Aquela que promove prosperidade.
Repetir a cada dia 108x este Mantra: “Om Srim Maha Lakshimyei Namaha"



Nos últimos três dias (formando assim uma novena), dedicados a Devi em seu aspecto “Maha Sarasvasti”.
Maha Sarasvati (a grande Sarasvati) literalmente, "aquela que flui", é a Shakti (energia feminina ou consorte) do Senhor Brahma, aquele que corresponde ao terceiro aspecto da Trimurti (Trindade Hindu) e representa o aspecto de Criação de D’eus.
Sendo assim, Ela manifesta o Poder Criador de Brahma, que é a característica da Guna chamada Satvica (que é uma das qualidades da matéria que trabalha especificamente com o equilíbrio e pureza), qualidades estas necessárias a manifestação de Sabedoria em cada um de nós.
Representada pela cor branca, Sarasvati também simboliza a boca e a pureza da fala (que confere poder à palavra proferida).
Sarasvati é considerada a Deusa das Ciências, das Artes e da Sabedoria.
Repetir a cada dia 108x este Mantra: “Om Aim Namaha Sarasvatyai"


Último dia, dia de festa !
O aspecto Supremo deste Festival acontece no décimo dia, conhecido como “Vijaya Dasami “ou “Dia da Glória”.
Maha Shakti Devi (a grande Deusa ou Supremo Poder), como Fonte de Toda Manifestação Feminina no Universo, conserva em Si mesma as qualidades de todas Elas !!!!!
Como Atma Shakti, a mais elevada forma de Shakti (energia) Ela se apresenta com o poder do conhecimento, da vontade e da ação, vivenciados na síntese.
No aspecto “Maha Devi”, está contida Nela, a manifestação de todas as “Devis”, como Durga, Lakshmi, Sarasvati, Kali, Ísis, Mãe Maria, Iemanjá, Oxum, Freya e etc....
Como Sri Yoga Devi, Ela é Maheswari, a Grande Energia Cósmica, representando o Sutratma ou Alma-Fio, que representa a união de todos os Seres e todas as coisas no Universo!!!!!
Sua graça é ilimitada;
Sua misericórdia é ilimitada;
Seu conhecimento é infinito;
Seu poder é incomensurável;
Sua glória e inefável;
Seu esplendor é indescritível”.
Repetir neste dia 108x este Mantra: "Om Hrim Srim Klim Aim Sauh Yoga Deviay Namaha"

O Ashram "Sarva Mangalam" do Suddha Dharma Mandalam de São Paulo, fica situado na rua Coriolano 169, Pompéia, tel: 3862 7321- 2638 1298
Cel: 99824 0623
Horários deste Festival: dias de semana, as 20hs
Sábado e domingo, as 18hs
Entrada Franca,
Participação livre,
Colaboração opcional de flores, doces, cânfora, incensos, comida Satwica (prasadas) e etc....